segunda-feira, 31 de julho de 2017

Saiba algumas coisas que ninguém nunca contou sobre Leonel Messi

Pavio Curto
Quando pequeno, jogava com seus irmãos e primos como se estivessem num mata-mata. De um lado Lionel com o primo Eduardo Biancucchi e o do outro Maximiliano e Matías, os mais velhos. “Fazíamos dois golzinhos na rua e disputávamos 6 gols, mas como Leo não gostava de perder, fazia birra. Tínhamos que continuar jogando até ele ganhar. Todos brigavam”, contou o irmão.


O TRATAMENTO QUE SALVOU SUA VIDANa sua infância, os médicos do Club Atlético Newell’s Old Boys o submeteram a um tratamento com hormônios de crescimento, não só para que pudesse jogar, mas por uma questão de vida ou morte. O tratamento custava $1500 por mês, valor que o Newell’s e outros grandes clubes argentinos como River Plate e Boca se negaram a continuar pagando. Hoje, depois dos resultados, certamente há gente arrependida.

SEU GOSTO POR DORMIRSegundo o ex-jogador Juan Sebastián Verón, Messi tem uma queda por dormir. Eles estiveram juntos na Copa da África do Sul em 2010 e em várias ocasiões declarou que Messi podia dormir até as 11 da manhã e, de tarde, fazer a sesta sem problemas. Disse também que Leo sempre está dormindo, inclusive quando não encontra nada melhor para fazer.

O SIGNIFICADO DA SUA COMEMORAÇÃO A CADA GOL
Messi tem uma maneira muito própria de comemorar seus gols: levanta os braços, apontando os dedos indicadores e o olhar ao céu. Esse ritual é dedicado a sua falecida avó Celia Oliveira Cuccittini que, embora não tenha podido ver o neto realizar seus sonhos como jogador de futebo, foi a pessoa mais importante da sua infância, incentivando o craque a lutar para tornar-se um jogador profissional.
GOLS POR ALFAJORES
Um dos treinadores que Messi teve no início da carreira foi Carlos Marconi, na categoria de base do Newell’s. Ele premiava seus jogadores com um alfajor quando faziam gols de cabeça. “Messi driblava todos os adversários, incluindo o goleiro, e para ganhar o alfajor levantava a bola e cabeceava a gol”, contou.

O MOTIVO DOS VÔMITOS CONSTANTES
Eles são provocados por uma rinossinusite crônica. Como Messi produz muito muco enquanto joga, a certa altura começa a cuspir e assoar o nariz. Com o passar dos minutos, a capacidade de eliminação já não é suficiente e surgem os vômitos, o que uma especialista espanhola disse acontecer depois de dois ou três escarros.





Nenhum comentário:

Postar um comentário